Francisco Gírio faz a análise crítica de todos os projetos de gases renováveis que até hoje já se candidataram a apoios públicos

O Primeiro-Ministro afirmou em fevereiro que estamos a caminho de uma “mudança estrutural da economia” capaz de fazer de Portugal um país exportador de energia.

O ministro do Ambiente e Ação Climática reforçou: “a produção local de gases renováveis não é uma solução isolada. O país está a desenvolver uma ação combinada de medidas que permitem uma abordagem sistémica. O país tem hoje também uma rede e uma área desenvolvida que permitirá a exportação e também — acrescente-se — uma rede de gasodutos”.

Francisco Gírio, presidente do Conselho de Administração do BIOREF - Collaborative Laboratory (CoLAB) e coordenador do LNEG - Laboratorio de Energia abrirá a Conferência Gases Renováveis com uma análise criteriosa de todos os projetos que até hoje já se candidataram aos apoios públicos (POSEUR e PRR) para a produção de hidrogénio, biometano e outros gases renováveis.
Na sua intervenção, Francisco Gírio abordará pontos-chave fundamentais:
• O percurso de cada um dos projetos: proponentes e ponto de situação
• Características dos projetos
• Finalidade dos projetos
• Análise crítica global aos projetos

Mais informações em: https://lnkd.in/e2bP8EHX

19-04-2024